top of page
Buscar
  • brunosouza95

Qual o impacto da produção de soja na economia?

A produção de soja trouxe um impacto muito positivo para a economia do país nos últimos anos, acompanhe esta postagem para entender.


Nesse post você vai ver


  • Brasil se torna o principal exportador de soja do mundo

  • O Impacto da soja na economia em 2023


Brasil se torna o principal exportador de soja do mundo


A safra de 2017 foi um marco significativo na produção de soja praa a economia do Brasil, quando o país ultrapassou os Estados Unidos e se tornou o maior produtor mundial desse grão. No entanto, foi em 2012 que o Brasil consolidou sua posição como o principal exportador global de soja global.


Em 2022, a soja representou mais de 14% das exportações brasileiras, gerando uma receita superior a US$ 46 bilhões. Isso representa um aumento de 20% em relação ao ano anterior, demonstrando a importância desse produto nas transações comerciais do país. De fato, a soja é o líder incontestável entre os produtos exportados pelo Brasil.


O impacoto da soja na economia em 2023


Esse destaque da soja na economia brasileira tem um impacto econômico substancial. Em 2023, mesmo antes do término do ano, as exportações de soja já ultrapassaram a marca de US$ 42 bilhões, e esse valor abrange não apenas as exportações, mas também outras atividades relacionadas à soja.


Em termos de área de cultivo, mais de 40 milhões de hectares são dedicados à soja, e toda a cadeia produtiva movimenta mais de US$ 100 bilhões anualmente no Brasil. Isso representa uma importante fonte de emprego, envolvendo mais de 250 mil produtores e proporcionando sustento a cerca de 8 milhões de trabalhadores.


A composição da soja é notável, com aproximadamente 40% de proteína e 20% de óleo, além de um teor elevado de aminoácidos essenciais.


Para onde vai a nossa soja


A maior parte da produção brasileira, cerca de 63%, é destinada à exportação, com a China sendo o principal mercado comprador. Cerca de 34% da produção é voltada para o mercado interno, onde é processada. Mesmo nesse contexto, a maior parte do farelo produzido (56%) é destinada à exportação, assim como 25% do óleo, enquanto 74% deste último é usado para a produção de biodiesel e consumo doméstico.


Em 2023, as exportações de soja têm potencial para superar 94 milhões de toneladas, estabelecendo um novo recorde para o Brasil. No entanto, é importante observar que, ao final do ano, provavelmente teremos um estoque de passagem substancial, muito acima dos níveis dos últimos quatro anos. Essa dinâmica reflete a importância de monitorar de perto os desenvolvimentos no mercado de soja, que desempenha um papel fundamental na economia brasileira e global.


Quer entender mais sobre o que acontece em todo nosso cenário econômico que influencia na venda da produção de soja? Clique no botão abaixo e ganhe 15 dias de Consultoria gratuitos da Royal Rural!





10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page