top of page
Buscar
  • brunosouza95

Seguem os conflitos entre Palestina e Israel - entenda como a guerra afeta os produtores de milho

O grupo palestino Hamas atacou Israel no dia 7 de outubro aumentando a tensão na região do Oriente Médio, que já existe há mais de 50 anos. O Estado de Israel revidou e parece que a guerra não acabará tão cedo. Veremos neste post qual o impacto deste cenário para o milho e a soja brasileira.


Nesse post você vai ver

  • Impactos do conflito entre Palestina e Israel para o milho e a soja

  • Como fica as safras de inverno se a guerra persistir?

Impactos do conflito entre Palestina e Israel para o milho e a soja


Conforme explicamos na última postagem sobre o assunto, até o momento, não existem tantos impactos diretos no agronegócio mundial, e especificamente para o Brasil, a balança comercial e os combustíveis são os principais fatores a serem considerados. Ainda assim, não há indícios que haja um grnade impacto no país que afete o milho e a soja.


O Brasil importou cerca de US$ 1,1 bilhão de Israel entre janeiro e setembro de 2023, com os fertilizantes totalizando mais de 40% desse montante. Porém, Israel é apenas o 6º principal fornecedor dos insumos para o Brasil.


Isso significa que se o conflito persistir o Brasil pode se emparar nos outros 5 fornecedores de fertilizantes.


Como fica as safras de inverno se a guerra persistir?


Caso os conflitos afetem as exportações israelenses, o Brasil não será tão afetado. O país está bem abastecido de insumos para a safra de verão e, ao que tudo indica, as safras de inverno não terão problemas de logística nem de falta de produtos.


O que pode acontecer é que a alta do petróleo afete o preço do combustível no preço e torne o transporte do milho e da soja mais caro.


No entanto, é necessário aguardar o desenrolar deste conflito para ter a certeza que essas tendências vão se manter.


Quer ter notícias sempre atualizadas no seu WhatsApp, clique no botão abaixo e venha fazer parte da comunidade do Royal Rural.





8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page